14 de março de 2010

Aniversário do poeta Valdeck Almeida de Jesus


Sou louco

Quero transformar:
A mentira e a traição em confiança;
Louco para fazer da fome, mesa farta;
Da indiferença, atenção;
Sou louco para fazer da roubalheira,
Divisão igualitária de riquezas;
Da corrupção, compaixão;
Sou louco para fazer da violência,Equilíbrio social;
Sonho em fazer do frio, abrigo;
Do aborto, um abraço afetivo;
Sou louco para fazer do desamor,Carícia;
E da ganância, solidariedade.

Valdeck Almeida de Jesus




2 Inspirações:

Valdeck Almeida de Jesus disse...

Vim aqui, de madrugada, fuçar o blog, procurando a programação da próxima edição e fico surpreendido com o "Feliz Aniversário"...

Lisonjeado, agradecido, tímido com as palavras, mas obrigado a comentar, porque a vida é breve e as coisas precisam ser ditas...

Amizade, acima de tudo. As vaidades pessoais precisam ser guardadas, limadas, decepadas. A poesia precisa sobreviver, independente dos poetas... as crônicas, prosas, precisam seguir adiante, mesmo que os escritores morram ou queira aparecer mais que a criação...

Muito obrigado ao Leo, Fau, Rê, Má, Sa, Gri, Mon, Car, e tantos e tantos que passam, deixam suas marcas e se vão, e voltam, e...

Renata Rimet disse...

Ele ainda diz que é louco ao tentar transformar tanta coisa ruim em maravilhas...pois saiba que sou louca de felicidade de ter lhe conhecido, de poder fazer parte desse mundo louco que tantos outros não entendem, mas nós sabemos e assim somos felizes...amizade acima de tudo, vaidades guardadas, decepadas - não é loucura é reflexo da confiança que depositamos um no outro...se todos os loucos transformacem ganância em solidariedade, estaria agora preocupada com aqueles que se dizem normais...Parabéns, Feliz Aniversário, saiba que sou loucamente apaixonada por você!!!