5 de março de 2012

Fala Escritor foi uma Enseada de Afeto!


Afeto foi a palavra-chave do último Fala Escritor (25.02.2012), pois estávamos com saudades dos amigos, do público, da música de Carlos Barros, que veio acompanhado de Zé Livera (violão e baixo), Gabriel Barros (guitarra) e Sebestião Notini (percussão) com canja de Vércia Gonçalves; tínhamos saudades, também, da poesia dos maravilhosos poetas e poetisas da nossa Bahia. E quem nos trouxe essa palavra para o centro do Fala Escritor foi o Movimento Afetuosismo, com Naggai Monteiro, Mônica Santa Isabel e Jasse Almeida. Foi uma edição maravilhosa, o público que foi ver o lançamento do livro “Enseada do Segredo” de Morgana Gazel, pôde, além de honrar a nobre escritora, curtir toda a programação da noite.
Leandro de Assis e Carlos Souza se revezaram na apresentação do evento, enquanto Valdeck Almeida de Jesus atualizava o Facebook do Projeto e Renata Rimet, Cymar Gaivota e Pinho Sannasc recepcionavam aos convidados. Um dos pontos altos da noite foi quando o escritor Jorge Carrano, representando o Dr. Carlos Ventura, presidente da Academia de Letras do Brasil/Seccional Suíça entregou a Comenda Euclides da Cunha para Valdeck Almeida de Jesus, Renata Rimet e Carlos Souza e os Diplomas de Honra ao Mérito para os projetos Fala Escritor e Alma Brasileira.
Para Ivan de Almeida “a noite de reencontro nessa primeira edição do Projeto Fala Escritor foi sensacional, ESPECIAL EM TUDO. Grandes poetas que embelezam a poesia baiana com seus cantos sagrados, alegraram o coração e o espírito daqueles que dedicaram sua noite de sábado para celebrarem a cultura literária. A apresentação musical de Carlos Barros foi um show a parte, depois emendado com a originalidade das canções do poeta e músico Gibran Sousa. Ainda houve o lançamento do livro "Enseada do Segredo" da amiga poeta Morgana Gazel, que tanto nos honra. Como não se encantar com a verve poética de Luiz Miranda Menezes quando, em seu poema “Autobiografia”, extrapola a linguagem e arranca o útero essencial da poesia. Como não admirar o poema de Jorge Carrano, “Amor Profissional” extraído do seu belo livro “A Centaura e a Esfinge”, onde expõe o ser feminino de maneira mágica e profunda.

Como não congratular com tantos outros bardos que rasgaram o peito com seu versos, entre eles, grandes amigos e parceiros de jornadas poéticas: Everton Lima, Josué Ramiro, Pinho Sannasc e Deomídio Macêdo, este trazendo para nossa Ágora Literária nada menos que Patativa do Assaré. Rosana Paulo, musa da poesia baiana, louvável e louvada, sempre encantadora com seu recital diferenciado e marcante, me deu a honrar de recitar com ela o poema "Fanatismo" da poetisa portuguesa Florbela Spanca. Também tive um privilégio muito grande de ainda declamar “Dama Negra” (Amemos) de Castro Alves, já em comemoração ao seu aniversário, que acontece em 14 de março, Dia Nacional da Poesia. Aproveitando o espaço, evoquei, ainda, o grande poeta maldito Charles Baudelaire, com seu celebre poema “Embriagai-vos”.
Acredito que a noite de hoje é para ficar na história como tantas outras que o Fala Escritor promoveu e promoverá, dando voz e vez ao autor independente. O que Renata Rimet, Leandro de Assis, Carlos Souza, Valdeck Almeida de Jesus, Cymar Gaivota e Pinho Sannasc, coordenadores do projeto, vêm fazendo é notório, é notável, é para se aplaudir de pé, com as mãos voltas por céu, em tom poético de agradecimento. Obrigado meu Deus que ainda existe quem faça cultura literária nessa terra e há quem aprecie, pois diante de tanta mediocridade, quem tem um olho é rei. Se não fosse a poesia que encontro no Fala Escritor já teria ido embora pra Pasárgada. Ponto e Basta”.
Já Luiz Miranda Menezes disse: “Feliz em todos os aspectos Renata Rimet, Valdeck Almeida de Jesus, Pinho Sannasc, Leandro de Assis, Cymar Gaivota, Jorge Carrano, Vera Passos, Rosana Paulo, Ivan de Almeida. Feliz, também, pelo brilho maior da estrela mãe. Nós, “POETAS" e todos que ali se encontravam saíram vencedores e, mais uma vez, a POESIA limpa, límpida e brilhante se fez presente. O nosso céu poético sorrindo por, mais uma vez, podermos brilhar e brilhamos no palco maior. Diante dos olhos de quem pode enxergar e sentir que a cada dia subtraímos um degrau da nossa escada rumo ao sucesso, tenho a certeza de que em breve estarem nós "POESIA e POETA" ocupando o lugar que nos está reservado. Estamos todos de parabéns, todos realizados e, hoje, com a certeza de que somos realidade da Cultura baiana.

Não posso deixar de citar a música de Nilton Nascimento, “Guardanapos de Papel”, que diz:
“Na minha cidade tem poetas, poetas,
Que chegam sem tambores nem trombetas, trombetas,
E sempre aparecem quando menos aguardados, guardados, guardados,
Entre livros e sapatos, em baús empoeirados.
Saem de recônditos lugares nos ares, nos ares,
Onde vivem com seus pares seus pares, seus pares,
Seus pares e convivem com fantasmas multicores, de cores, de cores...”
Estas foram as impressões de muitos dos parceiros do projeto. No Facebook os comentários e “curtir” foram incontáveis. Tudo isso prova que a poesia une pessoas de norte a sul, de leste a oeste. Esta força motriz vai unir ainda muito mais pessoas...

Morgana Gazel Agradece


O lançamento do Enseada do Segredo superou minhas expectativas. Além de vender uma grande quantidade de exemplares – o que é necessário para que minha mensagem chegue aos leitores -, tive o imenso prazer de rever pessoas queridas. Foi também muito gratificante assistir às apresentações do Fala Escritor e à cena dramática, cujo tema foi o Enseada, com a qual a atriz Cátia Lanto nos surpreendeu e agradou.
Agradeço, portanto, a todos que compareceram e também aos ausentes que torceram por mim.
Quem adquirir o livro para si ou para presentear alguém, poderá ir à Saraiva do Iguatemi a qualquer hora ou à Livraria Cultura, em 10/03, onde haverá uma sessão de autógrafos após a mesa-redonda "O Poder de Transformação da Literatura", da qual participarei.
Um afetuoso abraço.
Morgana Gazel
 
 

2 Inspirações:

Paloma Bispo disse...

Parabéns!

Carlos Barros disse...

Este Projeto tem que ir pro mundo!
Mostrar Bahias diversas e profundas!
Adoro participar!
Beijo aqueles responsáveis mais diretos e aos poetas e sensíveis almas que participam!
Quero a poesia da varanda para a rua!
Merecemos!